domingo, 18 de novembro de 2007



DEFICIÊNCIAS

Deficiente é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.

Louco é quem não procura ser feliz com o que possui.

Cego é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.

Surdo é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.

Mudo é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.

Paralítico é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.

Diabético é quem não consegue ser doce.

Anão é quem não sabe deixar o amor crescer.

Miseráveis são todos que não conseguem enxergar a grandeza de Deus.

Mário Quintana

6 comentários:

Carolina Arêas disse...

Tá inspirada hoje, hein?

Deve ser este azul do mar aí da foto!

Beijos.

Eu penso que... disse...

Oi Flávia!
Quero te convidar para responder um memê. Não sei se você gosta ou não, mas te incluí nesta!
Dá uma passadinha lá no meu blog e veja o que você terá que fazer. (se quiser!)
Bjs.

Flavia Leite disse...

Ai, ai... aquele azul inspira mesmo a gente, Carol! E eu adoro as poesias do Mário Quitanda.

Andrea, irei responder ao memê hoje mesmo! Obrigada pelo carinho...
OBS: Irei tentar fazer a foto igualzinha a sua, ahahahaha!
Bjsssssssssss

Luciana Franco disse...

Nossa, muito bom o texto! Penso exatamente como vc!
A minha filha é deficiente física, e realmente tenho visto pessoas com deficiências muito mais graves e sérias do que ela, porque são deficiências da alma...

Beijinhos, amiga! :-)

Flavia Leite disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flavia Leite disse...

Lu, adoro Mario Quintana! E este poema queria dizer exatamente aquilo que eu estava pensando e sentindo no domingo! Caiu como uma luva!Fico muito feliz que vc compartilha comigo este sentimento! Um beijo, desta vez, pra sua filhota.:-)
Flavia